sexta-feira, 25 de março de 2016

Em Campinas...


PUC-CAMPINAS (Campus da Av. John B. Dunlop)
Hospital e Maternidade Celso Pierro, no
Centro de Ciências da Vida (CCV), aqui
onde fiz meu Doutorado em Psicologia como
Profissão e Ciência.

1. Estou visitando meus pais aqui na Páscoa; amanhã vamos a Piracicaba no aniversário de um cunhado dos meus pais, o (tio) Plinio Porto - ele faz 90 anos, e tem uma linda filharada, nossos primos (e uma prima) queridos. Ele enviuvou há anos da irmã caçula de minha mãe, a tia Miriam, que infelizmente nos deixou antes da hora. Ela era a tia mais querida, sempre jovem e guerreira (e muito bonita!). O pessoal da familia Vieira sempre foi muito unido, graças a Deus. Os familiares do lado de meu pai, os Dutra, também sempre foram unidos, mas eram poucos tio(a)s, irmãos e primos. Todos temos agradáveis lembranças da meninice, com muitas viagens e festanças, e isto dos dois lados. 
2. Domingo vamos na casa do mano Sérgio para um churrasco; vai ser ótimo encerramento do nosso tórrido verão. Espero que este Outono seja mais agradável, mas as notícias do tempo (como da e na Política...) sempre são desanimadoras, com estas mudanças climáticas. Pelo menos tem chovido bem, repondo boa parte do armazenamento hídrico de nossas represas. Mas vai demorar mais alguns anos para termos represas cheias, como antigamente. E isso se o povo continuar economizando como tem feito. Acho que todos aprendemos a lição  de não desperdiçar o precioso líquido...
3. Um professor de Psicologia do UNIFAE (o preclaro Esequiel Laco Gonçalves, do grupo original que fundou o curso) aposentou-se e, com isso, fui convocado para assumir uma de suas classes. Vou relembrar assuntos que vi na minha faculdade... Espero não precisar de muita rememoração. A disciplina denomina-se Análise Experimental do Comportamento, e cheguei a ser Monitor da mesma por dois anos, na época da minha Graduação. Tinha muita facilidade com o assunto, pois é o principal ramo científico da Psicologia, praticamente 'fundado' pelo eminente Psicólogo Burrhus Frederic Skinner, talvez o mais influente psicólogo do Século XX (é o que pensa a maioria...). Li muitos livros dele, e fiz muitos cursos paralelos nesta vertente da Psicologia nos anos de estudo na faculdade (início de 1973 a fins de 1977). Gostei tanto do ambiente acadêmico lá da PUC que, após diversas Especializações e o Mestrado no Instituto de Biociências da UNESP (Programa de Motricidade Humana, no campus de Rio Claro - SP, de 1994 a 1997), voltei à PUC-Campinas para realizar o Doutorado, de 1999 a 2003. Não me arrependi.
4.  Depois de amanhã - no domingo -  termina o segundo Torneio de sumô deste ano. Foi um emocionante divertimento nestas duas semanas, magistralmente televisionado pela TV estatal japonesa, a NHK. 'Para variar', domínio quase que total dos yakosunas (espécie de campeões máximos, os lutadores 'top' da hierarquia) da Mongólia. Faz muito tempo que não temos campeões máximos nativos do Japão, o que não diminui o interesse dos nipônicos pelo esporte (o preferido do Imperador e da Imperatriz - aliás, no torneio passado o casal real esteve presente num dos dias de luta. É muito bonito ver como o povo todo os reverencia). 
5. Como viemos, Bilú e eu, aqui para Campinas hoje antes do almoço, aproveitei para ir no Lar São Vicente de Paulo na quinta feira, para a costumeira sessão de barbearia. Como saio renovado (apesar o corpo já dar sinais de cansaço...) do voluntariado! É muito divertido aquelas horas de atividade ininterrupta. Chego às 07:30 horas e saio não antes do meio dia. Vou fazer um curso de barbeiro, pois o pessoal lá é exigente, e tenho que me esmerar para dar o que eles pedem. Quem pensa que eles são 'passivos' pode se enganar: muitos gostam de certos cortes de cabelo, não deixam cortar muito curto, e reclamam quando não vou no dia acertado (faltar 'nem posso', pois eles contam 'religiosamente' com meus préstimos e, se não posso mesmo comparecer, aviso com antecedência... senão tomo 'bronca'!). E a camaradagem que temos entre as atendentes é muito legal. Ganho sempre um chá de erva-cidreira e, quando temos pastel no almoço, ganho uns para experimentar...